253

Ré na Lava Jato: entenda como será o interrogatório de Gleisi no Supremo

Ré na Lava Jato: entenda como será o interrogatório de Gleisi no Supremo

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) e seu marido Paulo Bernardo (PT) serão os primeiros políticos interrogados nos processos da Lava Jato que correm no Supremo Tribunal Federal (STF). Os depoimentos dela e do ex-ministro estão marcados para ocorrer nesta segunda-feira (28), em Brasília.

Apesar do relator da Lava Jato no Supremo ser o ministro Edson Fachin, os interrogatórios devem ser conduzidos por um dos juízes auxiliares do gabinete. Fachin tem três juízes instrutores atuando no STF: Paulo Marcos Farias, Ricardo Rachid de Oliveira e Camila Plentz Konrath.

A maioria das audiências da Lava Jato foi conduzida por Farias, que já atua no caso no STF desde que o relator era o ministro Teori Zavascki, morto em um acidente de avião em janeiro deste ano. Farias acabou “migrando” para o gabinete de Fachin depois que o ministro assumiu a relatoria da Lava Jato e tem atuado como juiz auxiliar do gabinete.

Os interrogatórios de Gleisi e Bernardo estão marcados para às 14 horas. O empresário Ernesto Kluger Rodrigues, que também é réu no processo, será ouvido em Curitiba, dois dias depois, na quarta-feira (30).

O rito

Os interrogatórios dos réus marcam o início da reta final dos processos envolvendo políticos no Supremo. Depois de ouvir todos os réus, Fachin abre prazo de cinco dias para que as defesas ou a Procuradoria-Geral da República (PGR) peçam a realização de novas diligências no processo, como a produção de novas provas, por exemplo.

Se não houverem novas diligências, o relator abre prazo de 15 dias para apresentação das alegações finais da PGR e, em seguida, 15 dias para a apresentação das alegações das defesas dos réus.

Com os documentos em mãos, Fachin elabora um relatório e encaminha os autos ao revisor da Lava Jato na Segunda Turma do STF, o ministro Celso de Mello. Após analisar o caso, Mello pede que o julgamento do caso seja colocado em pauta na Segunda Turma, composta também pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli.

Não há prazo para que o julgamento ocorra, mas interlocutores de Fachin têm dito que a expectativa do ministro é começar a julgar os processos da Lava Jato em dezembro deste ano. Caso sejam condenados, os políticos tornam-se inelegíveis com base na Lei da Ficha Limpa e não poderão disputar as próximas eleições.

A denúncia contra Gleisi

A PGR acusa Gleisi de receber ilicitamente R$ 1 milhão para a sua campanha ao Senado em 2010. Segundo a denúncia, “o montante era oriundo do esquema de corrupção e lavagem de dinheiro estabelecido na Diretoria de Abastecimento da Petrobras, na época ocupada por Paulo Roberto Costa”.

A PGR narra na denúncia que os denunciados tinham plena consciência da origem criminosa dos recursos. Paulo Bernardo, na época ministro, teria ficado encarregado de transmitir a solicitação de propina a Paulo Roberto Costa. Ernesto Rodrigues, por sua vez, foi quem recebeu os valores em Curitiba para custear a campanha de Gleisi.

O pagamento teria sido operacionalizado pelo doleiro Alberto Youssef, que obteve os valores em espécie e pediu que Antônio Pieruccini transportasse os valores de São Paulo a Curitiba. A denúncia afirma que foram realizadas quatro entregas de R$ 250 mil em espécie.

Para corroborar a denúncia, além dos depoimentos de delatores, a Procuradoria menciona registros de ligações telefônicas entre os denunciados. Segundo a PGR, em um período de apenas quatro meses, entre setembro e outubro de 2010, Rodrigues realizou 116 ligações para o diretório estadual do PT no Paraná e outras 29 ligações para o telefone de Ronaldo da Silva Baltazar, responsável pela administração financeira da campanha de Gleisi ao Senado naquele ano.

A PGR também mostra na denúncia que Rodrigues realizou duas ligações para a Construtora Sanches Tripoloni, cujos sócios doaram R$ 510 mil para a campanha da petista. Os documentos obtidos pela PGR também mostram que de terminais telefônicos do local onde Rodrigues trabalha foram feitas duas ligações diretamente para Gleisi e outras duas para Baltazar. Para a PGR, os registros de ligações corroboram os depoimentos dos delatores Paulo Roberto Costa, Alberto Youssef e Antônio Pieruccini.

Outro lado

A estratégia da defesa do casal petista para enfrentar a acusação tem dois eixos centrais: mostrar contradições dos depoimentos dos delatores que dão sustentação à denúncia e atacar o trabalho feito pela Procuradoria, sustentando que o órgão induziu o STF ao erro no recebimento da denúncia.

À Corte, a defesa alegou “má-fé” do procurador-geral Rodrigo Janot na interpretação dos fatos. A pressão popular sob os ministros não deve produzir efeitos no julgamento. “Acreditamos em um julgamento técnico e isento por parte do STF, como tem sido a tradição da Corte em matéria de competência penal originária”, diz o advogado Rodrigo Mudrovitsch, que defende a senadora.

“Os três delatores se contradizem brutalmente. O conjunto das declarações deles leva a uma narrativa inconsistente e conflitante com tudo o que há nos autos”, sustenta Mudrovitsch. O advogado de Rodrigues, Cal Garcia, disse que não comenta ações em andamento.

Deputado Nelson Meurer também será interrogado

Gleisi e Paulo Bernardo não são os únicos políticos que serão interrogados na Lava Jato nesta segunda-feira (28). Fachin também agendou o interrogatório do deputado federal Nelson Meurer (PP), para às 15 horas. Um dos juízes instrutores do gabinete do relator da Lava Jato deve conduzir a audiência.

Segundo a denúncia da PGR, Meurer atuou para a manutenção de Paulo Roberto Costa na Diretoria de Abastecimento da Petrobras. Segundo o MPF, entre 2006 e 2014 teriam sido feitos pelo menos 161 repasses ao PP no valor de R$ 357,9 milhões, em contrapartida à sustentação de Costa no cargo, estratégico para o recebimento da propina.

De acordo com a PGR, Meurer teria recebido pelo menos R$ 29,7 milhões, correspondentes a 99 repasses mensais de R$ 300 mil. Para ocultar e dissimular a natureza, origem, localização, movimentação e propriedade desses valores recebidos ilicitamente, o parlamentar teria adotado diversas estratégias, segundo a PGR: dinheiro em espécie recebido diretamente por ele ou seus filhos de funcionários de Alberto Youssef; recebimento por meio do Posto da Torre, em Brasília, pertencente ao doleiro Carlos Habib Chater; e depósitos em dinheiro, de forma pulverizada em 130 dias distintos, no total de R$ 1,4 milhão.

Outro lado

O advogado Michel Saliba, que defende Meurer e seus filhos, diz que todos os argumentos da defesa já foram apresentados nos autos do processo. Para o defensor, a única preocupação é com a garantia da ampla defesa no processo. “Nós formulamos um pedido de prova pericial para poder rebater o laudo apresentado pela PF de que haveria discrepâncias nas contas do deputado. Nós pedimos uma perícia para demonstrar que isso não procede e houve indeferimento dessa produção de prova”, disse o advogado.

Para Saliba, nem Joaquim Barbosa, considerado um ministro rígido no julgamento do mensalão, impediu a produção de provas pelas defesas. “O ministro Joaquim Barbosa garantiu a ampla defesa no mensalão de todas as formas possíveis, não podemos correr o risco na Lava Jato de retroceder”, pondera.

Colaborou Daniel Adjuto, especial para a Gazeta do Povo

Livro digital não decola no Brasil Noticias

Livro digital não decola no Brasil...

TJ-PR decide futuro de dois ex-diretores da Assembleia envolvidos nos Diários Secretos Noticias

TJ-PR decide futuro de dois ex-diretores da Assembleia envol...

Primeiro grande avião  chinês é símbolo do “Made in China 2025 Noticias

Primeiro grande avião chinês é sí...

Carro capota e bloqueia Rodovia do Xisto na divisa entre Curitiba e Araucária Noticias

Carro capota e bloqueia Rodovia do Xisto na divisa entre Cur...

Ratinho Junior nega recebimento de propina na compra de câmeras para Foz Noticias

Ratinho Junior nega recebimento de propina na compra de c&ac...

Educação sem horizontes: como o corte do orçamento prejudica ensino e pesquisa Noticias

Educação sem horizontes: como o corte do or&cc...

Refugiados: assimilar a cultura local é essencial Noticias

Refugiados: assimilar a cultura local é essenc...

Donald Trump, o presidente das ‘bolas foras’ no twitter Noticias

Donald Trump, o presidente das ‘bolas foras’ no ...

Fim de semana vai ser de sol em Curitiba e no litoral do Paraná Noticias

Fim de semana vai ser de sol em Curitiba e no litoral do Par...

Roubo na Petrobras custou mais ao Brasil que ouro levado por Portugal Noticias

Roubo na Petrobras custou mais ao Brasil que ouro levado por...

Nubank começa a monitorar a localização de seus clientes Noticias

Nubank começa a monitorar a localização...

Rato apavora pacientes que aguardavam atendimento médico em UPA de Curitiba Noticias

Rato apavora pacientes que aguardavam atendimento méd...

Nossos amigos!
AniTube Super Animes Filmes Online X Azamerica Filmes Online Grátis Vizer.tv Séries Online Grátis BTv Z Animes Online Baixar Músicas Grátis
Assistir TV Online Grátis

O Assistir TV Online HD ou simplesmente ATO é um dos mais clássicos e tradicionais sites de TV online do pais, desde 2009 com o projeto inicial vertvfree que posteriormente se transformou no ATOHD nós empenhamos cada vez mais para para trazer o melhor conteúdo do segmento televisivo nacional e internacional. As emissoras de TV têm mudado muito no quesito qualidade, seguindo esse aspecto nós estamos focando também na qualidade áudio visual de nossos canais, com novas transmissões de TVONLINE em IPTV (Internet Protocol Television) e também TVIP (Televisão por IP).

Nossos players estão cada vez mais está compatível com diversas plataformas e dispositivos móveis, como (smart TV, smartphones, tablets, aplicativos, mobile, iphone, ipad, android, etc), O ATO Se ajusta a qualquer tamanho de tela responsivamente, seguindo os padrões atuais. Não há requisitos mínimos para o uso do site, todavia quanto maior for a sua velocidade de conexão com a internet, melhor será a qualidade da sua tvonline, aqui listamos em diversas categorias como noticias, esportes, documentários, notícias, séries, filmes, entre outras variedades, sem limitações de uso, compartilhe com seus amigos e familia, aproveite!