71

Mandato de dez anos para ministro de tribunal superior vai tramitar em separado

Mandato de dez anos para ministro de tribunal superior vai tramitar em separado

Líderes dos principais partidos entraram num acordo nesta quarta-feira (23) para tentar avançar na votação da reforma política na Câmara. Em vez de votar o texto-base aprovado na comissão especial, os parlamentares aprovaram um requerimento de autoria do PP para votar a proposta de forma fatiada, ou seja, item por item. O problema, antes, era que se o texto-base fosse derrotado, nada mais poderia ser destacado, como o “distritão” e o financiamento público. Agora, a votação começará por pontos separados.

O primeiro item aprovado foi a retirada do texto, para tramitação em separado, da previsão de um mandato de dez anos para ministro de um tribunal superior. Foram 250 votos pela retirada, 114 contra e duas abstenções. Como é para retirar artigo do texto, não são necessários os 308 votos exigidos para aprovar qualquer alteração na Constituição. Poucos partidos, casos do PT, PCdoB e PSOL, votaram contra mudar e são favoráveis que esses ministros tenham si mandato limitado.

O argumento principal dos favoráveis a excluir o assunto da reforma política era de que esse tema não tem conexão com alterações nas regras eleitorais. Para a oposição, tem sim. E dizem que, como um ministro de tribunal é indicado pelo presidente da República e sabatinado pelo Congresso, trata-se de uma condução política.

Com a aprovação do destaque, o trecho poderá agora dar origem a uma nova PEC. Para que essa nova proposta comece a tramitar, no entanto, parlamentares que defendem a medida terão de colher 171 assinaturas de deputados. Caso consigam, a nova PEC começará a tramitar do zero na Câmara, primeiro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), depois em uma comissão especial e de lá para o plenário.

Atualmente, ministros de tribunais superiores e do Tribunal de Contas da União (TCU) não têm mandato definido. A única exigência, de acordo com emenda constitucional promulgada em 2015, é se aposentarem compulsoriamente aos 75 anos.

Os deputados tentarão votar ainda nesta quarta, não necessariamente nessa ordem, o modelo de votação e o financiamento. Parece haver acordo para retirar os 0,5% da receita orçamentária para bancar o fundo eleitoral.

No socialismo de Maduro, cafezinho custa 3 mil litros de gasolina Noticias

No socialismo de Maduro, cafezinho custa 3 mil litros de gas...

Fim de semana vai ser de sol em Curitiba e no litoral do Paraná Noticias

Fim de semana vai ser de sol em Curitiba e no litoral do Par...

Magia negra: Mulher é condenada a pagar R$ 30 mil por enviar coração com pregos e “vodu” Noticias

Magia negra: Mulher é condenada a pagar R$ 30 mil por...

Defensora de Fachin, Gleisi será a primeira política julgada por ele no STF Noticias

Defensora de Fachin, Gleisi será a primeira pol&iacut...

Governistas vencem eleição em Angola Noticias

Governistas vencem eleição em Angola...

Lula fez defesa pública de Renan e Sarney horas antes da PGR acusá-los de corrupção Noticias

Lula fez defesa pública de Renan e Sarney horas antes...

Caos na Segurança: Rio de Janeiro tem 100.º caso de morte de PM no ano Noticias

Caos na Segurança: Rio de Janeiro tem 100.º caso...

‘Esquecido’, técnico corintiano Carille relembra passagens por Paraná e Coritiba Noticias

‘Esquecido’, técnico corintiano Carille r...

Brasil ameaça impor barreira comercial ao Uruguai Noticias

Brasil ameaça impor barreira comercial ao Uruguai...

Maggi operou pagamento de “mensalinho” a deputados do Mato Grosso, acusa delator Noticias

Maggi operou pagamento de “mensalinho” a deputad...

Por que Temer comprou briga com Gisele Bündchen, Luciano Huck e Ivete Sangalo? Noticias

Por que Temer comprou briga com Gisele Bündchen, Lucian...

No banco dos réus: como Gleisi vai se comportar no interrogatório ao STF? Noticias

No banco dos réus: como Gleisi vai se comportar no in...

Nossos amigos!
AniTube Filmes Online X Azamerica Filmes Online Grátis Vizer.tv Séries Online Grátis BTv Z Animes Online Baixar Músicas Grátis
Assistir TV Online Grátis

O Assistir TV Online HD ou simplesmente ATO é um dos mais clássicos e tradicionais sites de TV online do pais, desde 2009 com o projeto inicial vertvfree que posteriormente se transformou no ATOHD nós empenhamos cada vez mais para para trazer o melhor conteúdo do segmento televisivo nacional e internacional. As emissoras de TV têm mudado muito no quesito qualidade, seguindo esse aspecto nós estamos focando também na qualidade áudio visual de nossos canais, com novas transmissões de TVONLINE em IPTV (Internet Protocol Television) e também TVIP (Televisão por IP).

Nossos players estão cada vez mais está compatível com diversas plataformas e dispositivos móveis, como (smart TV, smartphones, tablets, aplicativos, mobile, iphone, ipad, android, etc), O ATO Se ajusta a qualquer tamanho de tela responsivamente, seguindo os padrões atuais. Não há requisitos mínimos para o uso do site, todavia quanto maior for a sua velocidade de conexão com a internet, melhor será a qualidade da sua tvonline, aqui listamos em diversas categorias como noticias, esportes, documentários, notícias, séries, filmes, entre outras variedades, sem limitações de uso, compartilhe com seus amigos e familia, aproveite!